Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Meu País das Maravilhas

Partilhas de uma mãe que adora escrever e mostrar o lado bom da vida!

O Meu País das Maravilhas

Partilhas de uma mãe que adora escrever e mostrar o lado bom da vida!

São Martinho

Embora o tempo frio custe a chegar e as cores do outono estejam timidas, o São Martinho está aí. Um pouco por todo o país, celebra-se esta data com magustos. O Magusto é uma festa popular, cujas formas de celebração divergem um pouco consoante as tradições regionais e os países. Mas, normalmente, celebra-se entre grupos de amigos e famílias, em que se juntam à volta de uma fogueira e se assam castanhas, bebe-se jeropiga, água pé e vinho novo, fazem-se brincadeiras e cantam-se cantigas.

sao-martinho santa cruz.jpg

A lenda de São Martinho conta uma história de solidariedade e compaixão. Num dia frio e chuvoso de inverno, Martinho seguia montado a cavalo quando encontrou um mendigo. Vendo o pedinte a tremer de frio e sem nada que lhe pudesse dar, pegou na espada e cortou o manto ao meio, cobrindo-o com uma das partes. Mais à frente, voltou a encontrar outro mendigo, com quem partilhou a outra metade da capa. Sem nada que o protegesse do frio, Martinho continuou viagem. Diz a lenda que, nesse momento, as nuvens negras desapareceram e o sol surgiu. O bom tempo prolongou-se por três dias. Daí o chamado «verão de São Martinho».

s-martinho.jpg

O dia 11 de Novembro foi escolhido por ser a data do enterro do cavaleiro, monge e pregador que ficou conhecido pelos seus milagres que atraíam multidões. Esta data comemora-se por toda a Europa com castanhas assadas, água pé e jeropiga. Esta é também uma altura em que se prova o novo vinho. Como diz o ditado popular, “no dia de São Martinho, vai à adega e prova o vinho”.

A castanha é um alimento consumido desde os tempos da pré-História. Durante muito tempo, antes da batata se espalhar pelo mundo, era a base da alimentação - o que não é de estranhar, porque a castanha é uma excelente fonte de energia, rica em vitaminas C e B6 (que ajudam a combater muitas doenças) e em minerais como o potássio, o fósforo e o magnésio (que fortalecem os ossos e os músculos). É também uma ótima fonte de fibra alimentar (que regula os intestinos) e ainda tem um baixo teor de gordura.

A castanha contudo atravessa tempos de crise, devido ao grande período de seca que houve.  A castanha está mais cara e tem menos qualidade. Diz-se mesmo que 6 em cada 20 kg estão podres.

castanheiro.jpg

Onde moro, no concelho da Lagoa, São Miguel, existem três festas de São Martinho. Temos a festa na freguesia do Cabouco, que decorre durante todo o fim-de-semana na praça central (Praça Dona Amélia) como uma mostra gastronómica, artesanato típico, concertos com artistas regionais e o tradicional porco no espeto. O Cortejo Etnográfico pelas ruas da fregusia decorre no final da tarde de sábado, dia 11, seguindo-se uma prova de carne açoriana e sardinhas assadas. No domingo, dia 12, realizam a tradicional «arrematação» (leilão) de animais e cantorias ao desafio.

maxresdefault.jpg

Na freguesia de Santa Cruz, a festa faz-se junto ao Convento dos Franciscanos. A 12ª edição do São Martinho da Lagoa decorre no sábado, dia 11, e inicia-se com um desfile pelas ruas da freguesia, seguindo-se um jantar convívio com frango de churrasco, caldo verde, sardinhas e porco no espeto. O evento é acompanhado de várias atuações musicais.

são martinho.jpg

Na Ribeira Chã, outra freguesia da Lagoa, também se comemora o São Martinho com uma noite de aquecida por castanhas, milho e vinho.

Sao-Martinho-RIbeira-Chã-cartaz-2017.jpg

Também existe uma tradição que dizem acolhedora e romântica nas Furnas, onde distribuem castanhas cozidas nas caldeiras e vinho-sumo de água azeda, ao som do Grupo Folclórico das Camélias.

Aqui só tenho pena de não se verem vendedores de castanha ambulantes nas ruas. Na minha terra é comum, nesta altura, sair-se ao centro da cidade e sentir-se o cheirinho a castanhas assadas. A rotunda de Loulé é invadida por um fumo bom que lembra a chegada do outono. Embora o verão não se queira despedir e não apetecer sentar à lareira a comer castanhas.

senhora-das-castanhas_4.jpg

O melhor do São Martinho é que a tradição ainda é o que era nas escolas e o que é certo é que hoje é dia da Alice e do Tomás virem para casa com os seus cestinhos feitos de pacotes de leite enfeitados por eles próprios e recheados de castanhas!