Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Meu País das Maravilhas

Partilhas de uma mãe que adora escrever e mostrar o lado bom da vida!

O Meu País das Maravilhas

Partilhas de uma mãe que adora escrever e mostrar o lado bom da vida!

Ilhéu mágico

Nesta ilha verde nascida em pleno Oceano Atlântico há um lugar mágico chamado Ilhéu de Vila Franca do Campo. Este pequeno paraíso é uma das principais atrações turísticas da ilha e encontra-se a 1km da costa vila franquense (sul de São Miguel).

Trata-se de uma reserva natural que resultou da cratera de um antigo vulcão submerso. As suas águas cristalinas e a pequena, mas encantadora, praia são convidativas à prática de natação e mergulho.

Praia-Ilhéu-de-Vila-Franca.jpg

 

O barco «Cruzeiro do Ilhéu» só funciona durante a época balnear e faz viagens de cerca de 15 minutos para chegar à "boca do vulcão". A venda dos bilhetes é condicionada a 400 pessoas por dia e este é um lugar cada vez mais procurado tanto por habitantes da ilha como por forasteiros. A cratera tem uma profundidade máxima de 20 metros e forma um círculo quase perfeito de 150 metros de diametro, formando uma verdadeira piscina natural que faz a delícia dos amantes do mergulho e do fundo do mar. Qualquer curioso com uns óculos, umas barbatanas e um tubo de respiração consegue facilmente avistar vários tipos de peixes e moluscos.

 

13516241_10153772700606134_6467744737674482862_n.j

 Reza a lenda que a mando do Infante D. Henrique, o frei Gonçalo Velho "achou primeiro o ilhéu de Vila Franca, onde saiu sem ver a ilha; e fazendo dizer nele missa, sem consagrar nela, por lhe parecer que estava no mar, como em navio, porque era o ilhéu pequeno. Acabada a missa, começaram por ouvir uns gritos grandes que eles entendiam ser dos demónios, que gritavam e diziam - nossa é esta ilha, nossa é! Contudo, desembarcaram e tomaram posse dela, desapossando os demónios".

Em 1983, o ilhéu de Vila Franca foi classificado como Reserva Natural. A reserva possui uma área terrestre de 5 hectares e a zona marítima adjacente, até uma profundidade de 30 metros. Tanto na parte terrestre, como na marinha, visa proteger toda a geologia, fauna e flora do local, e nomeadamente proteger a zona de nidificação do cagarro, uma ave marinha protegida.

 

13567466_10153772700301134_7071910232199858352_n.j

 

Posso dizer que nas minhas férias de 2008, em São Miguel, logo após o meu casamento (ou seja na lua-de-mel) o Ilhéu da Vila foi um dos nossos destinos turísticos. Fiquei maravilhada na primeira vez que pisei aquele pedacinho de paraíso no meio do mar plantado.Sempre que alguns amigos nos visitam, aconselhamos a irem visitar este lugar encantador e, muitas vezes, embarcamos com eles porque não conseguimos resistir. Pode-se dizer que é um dia bem passado, entre banhos de sol nas encostas do ilhéu com os caranguejos e lagartos como vizinhos, e mergulhos no azul infinito.

 

13600178_10153772700486134_7457939928346869620_n.j

 

Quando, feitos piratas, nos vamos aproximando é que nos apercebemos do privilégio que é conhecer aquele lugar e assim que descemos do barco só ouvimos o chilrear dos passarinhos. Além da lagoa natural onde podemos mergulhar sem medo e disfrutar de uma água límpida e a uma temperatura excelente, com a maré vazia forma-se uma língua de areia para miúdos e graúdos se deleitarem.

 

13606709_10153772700211134_2881799906543439016_n.j

 

De referir que o Ilhéu usufrui de um nadadador salvador para quem não sabe nadar ou se arrisca um pouco mais. No mês de Julho, decorre neste arquipélago vulcânico um evento internacional de saltos para a água, o Red Bull Cliff Diving. Os rochedos fenomenais do ilhéu açoreano vêem os atletas a saltarem para a água a partir de uma altura incrível.

 

953004.jpeg

 

 Por tudo isto e muito mais, se nos vierem visitar, não deixem de visitar esta maravilha da natureza e podem até ter a sorte de avistar alguns golfinhos no horizonte!

 

 

 

 

17 comentários

Comentar post