Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Meu País das Maravilhas

Partilhas de uma mãe que adora escrever e mostrar o lado bom da vida!

O Meu País das Maravilhas

Partilhas de uma mãe que adora escrever e mostrar o lado bom da vida!

Bodas de Ouro

Um casamento com 50 anos é algo raro hoje em dia. Ontem assisti pela primeira a uma cerimónia de Bodas de Ouro e fiquei emocionada, porque não é todos os dias que se vê comemorar a união e amor de duas pessoas passado meio século. Adorava um dia poder comemorar o mesmo.

 

14462900_10153973319226134_5786339752272738444_n.j

 

É verdadeiramente enternecedor ver um casal, na sua casa dos 70, voltar a trocar alianças e juras de amor e fidelidade. Claro que não com o mesmo nervosismo de quem vai começar uma vida em comum, mas com a cumplicidade de alguém que está orgulhoso da família que construiu.

 

14433149_10153973318706134_6910977689373592647_n.j

Acredito que tenham vivido muitos momentos felizes, que tenham muitas histórias para contar aos seus netos, mas também acredito que tenham passado por muitos obstáculos e dificuldades. Mas é mesmo disso que é feito um casamento. Quando trocamos juras de amor, não são meras palavras. Acredito que o verdadeiro amor é mesmo aquele que é ultrapassado em conjunto «na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza todos os dias da nossa vida até que a morte nos separe».

14492367_10153973318926134_4525010744519212917_n.j

O casamento é um pacto que deve ser eterno, contudo vê-se cada vez menos casais com relacionamentos longose duradouros. As bodas de ouro são mais do que uma simples data, são a prova de que o amor pode sim ser eterno, fiel, leal e sempre resistir aos problemas.

14495428_10153973318841134_4191135682066734379_n.j

Nos dias de hoje, nem todos os casais casam pela igreja e na conservatória, são muitos os que juntam apenas os trapinhos e vivem em união formando a sua família. Isso para mim é igual. Optei por casar a civil e passado um ano, porque batizei a minha filha, obtive a benção do meu casamento. Mas, para mim, o que conta mesmo foi o dia em que deixei tudo para trás e fui viver uma vida em comum com o meu marido e comecei a partilhar com ele tudo. São apenas 8 anos, mas já passámos por muitos momentos bons e alguns difíceis. Mas, o que gostava mesmo um dia era de ao final de 50 anos estarmos juntos com saúde e a viver o mesmo amor!

14370174_10153973318826134_1507696705987732021_n.j