Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Meu País das Maravilhas

Partilhas de uma mãe que adora escrever e mostrar o lado bom da vida!

O Meu País das Maravilhas

Partilhas de uma mãe que adora escrever e mostrar o lado bom da vida!

A tradição do presépio

Este fim-de-semana foi dedicado ao presépio lá em casa. No sábado participei com a Alice numa oficina de pintura de bonecos de presépio, organizado pela Biblioteca Municipal Tomáz Borba Vieira. A Câmara Municipal da Lagoa organiza todos os meses actividades a que chama «sábados em família», em que o objectivo é a interação entre pais e filhos, avós e netos, tios e sobrinhos, etc. Como estamos em época natalícia, decidiram divulgar a arte bonecreira típica deste concelho. Uma tradição que vem desde metade do século XIX. João Arruda foi o mestre que realizou a oficina.

IMG_6878.JPG

Em minha casa sempre demos mais importância à árvore de natal. Sempre adorei esta altura, tirar a árvore da caixa, endireitar galho por galho. Escolher as fitas e enfeites, pendurar um por um, as luzes a rematar e, por fim, a estrela no topo da árvore. Também já houve uma altura, quando era criança, que o meu pai trazia para casa pinheiros verdadeiros e a casa ficava com um cheiro diferente.

 

como-decorar-arvore-natal_6.jpg

Recordo-me de fazer um presépio mais elaborado com as minhas irmãs, com várias personagens, musgo, ribeiras e luzes. Nos primeiros dias de Dezembro, o meu pai escolhia um dia para ir apanhar o musgo. Trazia algumas pinhas para fazer os arranjos de natal também.

 

Mini Pine Cone Christmas Tree.jpg

Mas, como os presépios de São Miguel nunca tinha visto. Existe uma tradição enorme aqui. As pessoas visitam as casas dos amigos e vizinhos e competem entre si para ver quem tem o presépio mais bonito. Alguns são mesmo muito elaborados e retratam vários momentos do quotidiano micaelense. Desde procissões, romarias e missas, bandas de música, a matanças de porco e padeiros a cozer o pão. Alguns presépios têm até movimento.

IMG_6855.JPG

 

 

IMG_6842.JPG

IMG_6843.JPG

IMG_6850.JPG

IMG_6847.JPG

Aqui fiquei a conhecer também personagens novas do presépio. O «cagão» e a «cagona» não podem faltar num presépio micaelense.

IMG_6836.JPG

Este ano, decidi participar na oficina de pintura dos bonecos do presépio e foi uma experiência muito enriquecedora. Sempre gostei de trabalhos manuais e de pintura. Já frequentei inclusivé, durante muitos anos, pintura em porcelana e, ainda hoje, as minhas obras de arte estão expostas em casa da minha mãe. Mas, há muitos anos que não pintava nada. Soube mesmo bem e descobri que a minha filha também tem jeito para pintura.

O presépio, este ano, vai ficar mais rico com as três figuras do presépio pintadas por ela, uma lavadeira, uma ovelha e um menino Jesus.

IMG_6859.JPG

IMG_6858.JPG

O mais gratificante é que, ontem, quando ajudou os avós a montar o presépio lá em casa ficou toda orgulhosa, porque agora os bonecos que ela própria pintou fazem parte do cenário. O avô ficou encarregue de trazer as leivas (musgo), pedras, cascalho e areia e de toda a logística e montagem da estrutura de madeira que iria comportar o presépio. A avó fez o arranjo paisagístico, o Tomás ajudou a espalhar a areia e todos juntos completaram colocando cada personagem no local devido.

IMG_6866.JPG

 

 

IMG_6869.JPG

IMG_6890.JPG

Mais uma nota: o palanquim de madeira para a banda da música foi feito à mão pelo avô Clemente.

IMG_6882.JPG

Para quem estiver interessado em conhecer esta arte está patente, até ao fim do ano, a exposição «Mestre Luís Gouveia e os seus discípulos – bonecreiros da Lagoa» no Convento dos Franciscanos, na Lagoa, dedicada aos presépios e bonecos feitos de barro e pintados à mão.

IMG_6854.JPG

IMG_6853.JPG

IMG_6841.JPG

IMG_6838.JPG

IMG_6839.JPG

Outro presépio muito bonito para quem visitar a ilha de São Miguel é o presépio das Furnas, em que são aproveitados as caldeiras do centro da vila para dar uma magia diferente a esta tradição. Conta com mais de mil lâmpadas, dois mil metros de mangueira e cerca de 500 figuras. A inauguração acontece hoje e permanece em exposição até ao dia 10 de Janeiro.

 

big1417460475.jpg